Notícias Adams Associados

 

 

23/04/2010 - Julgamento à revelia por atraso
Cinco minutos de atraso em audiência de conciliação são suficientes para que a parte seja julgada à revelia? A questão foi debatida na Seção II Especializada em Dissídios Individuais do TST, ao julgar recurso em que uma trabalhadora tentou reverter sentença de primeiro grau, que a julgou à revelia, por ter se atrasado à audiência. Ela havia ajuizado ação contra o Berçário e Escola de Educação Infantil Início de Vida S/C Ltda., na tentativa de obter o reconhecimento do vínculo de emprego. Sem chegar a um acordo na primeira audiência, o juiz da 34ª Vara do Trabalho marcou uma segunda. Fonte: www.espacovital.com.br

 

Clique e confira nossas novidades anteriores