Notícias Adams Associados

 

 

18/08/2010 - Honorários advocatícios
O Órgão Especial do Conselho Federal da OAB decidiu que não constitui infração ético-disciplinar o advogado receber honorários por meio do cartão de débito ou crédito. A decisão foi tomada com base no voto do diretor-tesoureiro da OAB Nacional, conselheiro Miguel Cançado, após pedir vista do processo que tratou da matéria em resposta a consulta formulada pela Seccional da OAB da Bahia. A orientação do Órgão Especial vale para toda a advocacia brasileira. Fonte: www.espacovital.com.br

 

Clique e confira nossas novidades anteriores