Notícias Adams Associados

 

 

Economistas elogiam aumento do esforço fiscal
O aumento de R$ 10 bilhões no superávit primário – economia de recursos para pagar os juros da dívida pública – anunciado hoje (29) pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, protegerá o Brasil do agravamento da crise econômica internacional. O país, no entanto, precisa melhorar a qualidade do ajuste fiscal para manter o equilíbrio das contas públicas no próximo ano, avaliam economistas ouvidos pela Agência Brasil. Com o aumento estimado de até 14% do salário mínimo, a partir de janeiro, e as pressões para manter os investimentos para a Copa de 2014, o governo precisará aumentar ainda mais o corte de gastos de custeio (manutenção da máquina pública) em 2012. Fonte: www.agenciabrasil.ebc.com.br

 

Clique e confira nossas novidades anteriores