Notícias Adams Associados

 

 

Trechos em língua estrangeira não invalidam decisão judicial
O fato de uma decisão judicial conter trechos escritos em língua estrangeira não justifica a sua anulação. Ainda que o artigo 156 do Código de Processo Civil estabeleça que é obrigatório, no processo, o uso da língua nacional, é preciso verificar se as passagens em outro idioma prejudicaram a compreensão das partes quanto à fundamentação do julgador. Fonte: www.espacovital.com.br

 

Clique e confira nossas novidades anteriores