Notícias Adams Associados

 

 

16.06.08 -Quebrando o tédio em pleno julgamento
O julgamento de dois acusados de planejar a fabricação de anfetaminas para revenda em Sidney, na Austrália teve que ser suspenso depois que um auxiliar do juiz descobriu que parte dos juradis passara a maior parte do tempo jogando o quebra-cabeça numérico chamado "sudoku". O julgamento contava com 105 testemunhas e já durava três meses. Os custos do processo já estavam girando em torno de 1 milhão de dólares australianos (cerca de R$ 1,5 milhão), e os dois acusados podem ser condenados à prisão perpétua. Não existe uma punição legal para os integrantes do júri pegos fazendo outra coisa. Um novo julgamento deve começar nas próximas semanas, assim que um novo júri for convocado. Fonte: Espaço Vital

 

Clique e confira nossas novidades anteriores