Notícias Adams Associados

 

 

STJ revisa concurso para juiz e aprova candidata que recebeu nota inferior em Direito Penal
O STJ decidiu que o Judiciário pode - depois de comprovado o erro material na correção de uma prova - reparar o dano decorrente do tratamento desigual dado a um dos participantes do processo seletivo. A decisão é da 1ª Turma, no julgamento de recurso em mandado de segurança interposto por Simone de Melo, candidata ao cargo de juiz de Direito em Rondônia, que alegava ter tido sua prova trocada por outra. Fonte: www.espacovital.com.br

 

Clique e confira nossas novidades anteriores