Notícias Adams Associados

 

 

10.03.09 - Primeiras especulações sobre as eleições no TJRS e Ajuris
Nove meses e meio antes das eleições para a escolha do sucessor do desembargador Armínio José Abreu Lima da Rosa na presidência do TJRS - esta será uma semana de possíveis definições. Há duas candidaturas alinhavadas para concorrer à presidência (Leo Lima e Marcelo Bandeira Pereira), sem a mínima possibilidade de que um aceite ser vice do outro. Mas há um grupo de desembargadores que trabalha por uma solução de conciliação, descartando oposições e trabalhando numa linha de consenso. Observados os critérios de antiguidade, Leo Lima poderia ser eleito, sem concorrentes, no dia 21 de dezembro próximo, para assumir em fevereiro de 2010. O mesmo acordo entre as lideranças do TJ gaúcho deixaria sedimentado o terreno para que, dois anos depois, idêntica solução possibilite a eleição tranquila de Marcelo Bandeira Pereira. Leo e Bandeira são, respectivamente, o nono e o décimo na antiguidade do TJRS. Entre eles há três anos de diferença na data dos respectivos ingressos na magistratura gaúcha. O primeiro começou em 1975; o segundo em 1978. Dezembro (dia 8) também será mês de eleições na Ajuris. Situação (vencedora nas últimas eleições) e oposição conversam com vistas a uma possível solução conciliatória, desenhando-se o nome do juiz Ricardo Pippi Schmidt - atual titular do 2º Juizado da Vara Cível do Foro Regional do Partenon - como possível candidato único de consenso. Uma ou mais vice-presidências seriam destinadas aos integrantes do grupo que perdeu o último pleito.

 

Clique e confira nossas novidades anteriores