Notícias Adams Associados

 

 

10.04.09 - Júri anulado no Pará
A Justiça do Pará anulou ontem (07) o julgamento de dois dos acusados de envolvimento na morte da missionária Dorothy Stang, assassinada a tiros em uma estrada vicinal de Anapu, em 2005. A 1ª Câmara Criminal também determinou a prisão preventiva de Vitalmiro Bastos de Moura, o Bida, um dos supostos mandantes da morte da missionária. Ele havia sido absolvido em julgamento ocorrido em maio do ano passado. Na sessão desta terça-feira os desembargadores também anularam o último julgamento que condenou Rayfran das Neves Sales a 28 anos de prisão, conhecido como Fogoió, acusado de matar a missionária norte-americana. Fonte: www.espaçovital.com.br

 

Clique e confira nossas novidades anteriores