Notícias Adams Associados

 

 

20.07.09 - Impasse
O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro entrou com um mandado de segurança contra ato do juiz federal da Vara de Teresópolis Alcir Luiz Lopes Coelho, que nomeou um advogado para atuar no lugar de um procurador da República, representante do MPF, em uma audiência judicial. No dia 14 de maio, o procurador Paulo Cezar Barata se recusou a participar da audiência porque havia sido obrigado a se submeter a revista com detector de metais. Com a ausência do procurador, o magistrado decidiu nomear o advogado para atuar como se fosse o procurador natural do caso, interrogando testemunhas e o réu. Fonte: Espaço Vital - www.espacovital.com.br

 

Clique e confira nossas novidades anteriores